Nutrição
Vida Saudável para Crianças

 

A saúde e o bem-estar das crianças deverá ser a principal preocupação dos pais e educadores. Por isso mesmo, torna-se fundamental a escolha de uma alimentação adequada, que garanta o desenvolvimento saudável das crianças.

As crianças deverão ter hábitos alimentares saudáveis, devendo os alimentos ser-lhe apresentados. Cada alimento tem os seus próprios nutrientes, textura, sabor e cheiro, devendo por isso ser experimentados para que as crianças possam definir as suas preferências.

A pirâmide dos alimentos deverá servir de guia para a alimentação das crianças, sendo que as suas necessidades nutricionais dependem da idade, actividade e constituição física. Assim, deverá ajustar as doses que se encontram na pirâmide dos alimentos às necessidades de cada criança, doses mais baixas para uma criança mais pequena e sedentária e mais elevadas para uma criança maior e activa.

Fazer com que as crianças comam de uma forma saudável e equilibrada nem sempre é fácil. Experimente novas receitas e alimentos, procurando variar o mais possível na sua alimentação. Opte por cozinhar os seus alimentos preferidos, tentando introduzir de forma gradual outros alimentos menos habituais.

Cálcio

O cálcio tem um papel vital na constituição do tecido ósseo e dentes, intervindo também em diversas funções orgânicas como o funcionamento do coração, sistema nervoso e coagulação sanguínea.

Sendo especialmente importante no crescimento, os alimentos do grupo do leite e seus derivados, são os melhores fornecedores de cálcio, estando também presente nos frutos secos e em alguns hortícolas.

Exemplo de alimentos ricos em Cálcio:

  1. Leite
  2. Iogurte
  3. Queijo
  4. Cereais

Vegetais

São uma grande fonte de vitaminas e sais minerais, importantes para o desenvolvimento das crianças. Alguns podem não parecer muito apetitosos, mas deixamos-lhe algumas sugestões mais engraçadas para os preparar:

  1. Cozinhe o vegetal que a criança menos gosta de comer, com outro de que goste mais (pode por exemplo colocar cenoura no puré de batata);
  2. Coloque queijo ralado por cima dos vegetais, tornando-os mais apetitosos;
  3. Utilize os vegetais como ingrediente de pizza, deixando as crianças decorarem a sua pizza;
  4. Para que as crianças consumam mais fruta, faça cubinhos de gelo de sumo de fruta natural, ou misture fruta fresca na gelatina;
  5. Uma embalagem de polpa de fruta sem ser concentrada, contará como uma porção de fruta;
  6. Faça batidos utilizando a fruta que eles mais gostam (ex: morango, banana, manga, etc.).

Água

Beber água ao longo do dia é fundamental para o rendimento físico e mental das crianças. Coloque uma garrafa de água na mochila ou lancheira do seu filho, de forma a incentiva-lo a beber mais água ao longo do dia, evitando assim a sua desidratação e o consumo de bebidas açucaradas.

Um lanche saudável

O lanche poderá ser uma forma de complementar a alimentação da criança, permitindo incluir alimentos de elevado valor nutricional: lacticínios, frutas naturais, sandes variadas, etc. Apesar de ser determinante para o equilíbrio da alimentação diária, esta refeição não deverá ser exagerada, de modo a que as crianças tenham apetite à hora de jantar.

Importância desta refeição:

  1. Ajuda a fornecer a energia e os nutrientes que o organismo precisa para se manter activo entre as refeições principais;
  2. Ajuda à concentração e melhoria do rendimento escolar;
  3. Permite controlar os apetites insaciáveis, responsáveis pelo aumento da ingestão de alimentos com elevado teor de açúcar ou gordura.

Um bom lanche deverá incluir:

  • Pão ou cereais de pequeno-almoço (de preferência integrais)
  • Leite e derivados
  • 1 peça ou sumo de fruta